Livro No Armário do Vaticano diz que lá existe uma das maiores comunidades gays do mundo!


Frédéric Martel, jornalista francês, irá revelar nomes, datas e fatos sobre religiosos homossexuais

A Igreja Católica sempre tentou esconder a quantidade de padres homossexuais que tem ao redor do mundo, especialmente os que vivem no Vaticano. A mídia mundial já cansou de publicar diversos escândalos envolvendo padres gays que, sempre que possível, foram abafados pela igreja católica.

Pelo jeito, os dias de segredos estão contados. O livro No Armário do Vaticano – Poder, Hipocrisia e Homossexualidade, promete revelar toda a homossexualidade escondida dentro do armário religioso.

Com lançamento mundial previsto para o dia 21 de Fevereiro, Martel, que além de jornalista é homossexual assumido (como eu!), diz claramente que o Vaticano é possui uma das maiores comunidades homossexuais do mundo.

Segundo a editora Sextante, além da homossexualidade, outros temas polêmicos serão abordados no livro, como o celibato, proibição ao preservativo, a demissão do Papa Bento XVI, a misoginia do clero, os ataques ao Papa Francisco e o silenciamento dos religiosos em tornos dos inúmeros abusos sexuais.

Quem já leu meu livro O Armário (sobre a homossexualidade e a saída do armário) sabe muito bem do que estamos falando, especialmente no capítulo sobre a história da homossexualidade no mundo.






DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.