Termômetro de mercúrio ou digital? Em qual confiar?

0
414



A gente não fica doente sempre, certo? Por isso, há uns anos, comprei um termômetro digital na farmácia perto de casa e achei aquilo o máximo. Estamos nos modernizando, pensei. Até ai, tudo bem. Mas, de um tempo pra cá, a intuição falou mais alto: espera, tem algo de errado neste termômetro. Será o tempo? Parou de funcionar? Não mede direito? Sinto que estou com febre mas não marca febre. Na dúvida, peguei outro termômetro digital usado pelos meus pais, na casa deles. E a sensação de um produto estranho, que não me dava uma precisão na medição aconteceu novamente. Pensei, acho que a inovação tecnológica de medir temperatura é tão grande que provavelmente existem muitos termômetros digitais falsos no mercado. Talvez mais do que imaginemos.

Como estava cheio de desconfiança, pedi a minha mãe que comprasse o bom e velho termômetro de mercúrio. Ela rodou umas 4 farmácias perto de casa e, pasmem, mesmo morando em uma das maiores cidades do mundo, não existe mais para a venda. Apenas o termômetro digital. O mesmo que eu já havia comprado.

Pensei, vou pesquisar na internet, quem sabe encontre um termômetro digital que realmente compense. Pesquisei no Mercado Livre e fiquei assustado. A quantidade de produtos de medição digital é enorme. Com preços bem atrativos, ao checar a opinião dos compradores, a maioria reclamava da medida imprecisa deles. A maioria esmagadora, por assim dizer. Se duvida, vai lá e confere com seus próprios olhos.

Ai, continuando minhas pesquisas, encontrei lugares que ainda vendiam o tradicional termômetro de mercúrio. Como já tenho certa idade, preferi confiar no que sempre mediu minha febre desde criança. Comprei um pra mim e um pros meus pais. E joguei o termômetro digital no lixo.

Conclusão? Apesar deste post ser muito pessoal, eu optei pelo termômetro de mercúrio pelo custo x benefício x medição precisa. O valor dele ainda é baixo, embora difícil de encontrar (inclusive na internet: até sites de farmácia online não os vende mais). E sobre os termômetros digitais? Felizmente, ao que tudo indica, nem todos são ruins e dão problemas na medição. Também achei empresas bem conceituadas que produzem termômetros digitais de boa qualidade. Mas são muito caros! Se eu fosse um profissional de saúde e usasse eles constantemente, arriscaria e compraria deles principalmente pela praticidade (afinal, devem ser realmente precisos). Como eu disse lá no início, não ficamos com febre sempre então, para uso pessoal, nada como o bom e velho termômetro de mercúrio.

Só estou compartilhando isso porque, quem me conhece, além de jornalista, escritor e bacharel em psicologia, sou uma pessoa humana. E humanos se ajudam, sempre que podem. E como é um post pessoal não citei marca, sites ou afins.