Teatro em São Paulo: MALVADAS – Tudo Sobre Sharon, Sheila & Shirley


MALVADAS – Tudo sobre Sharon, Sheila & Shirley”, ganha seu “Remake” em Sampa!

Porque Remake?

Por Que Elas são Antigas, Tradicionais e Porque elas QUEREM!

MALVADAS, Tudo sobre Sharon, Sheila & Shirley conta à história de três irmãs que moram em um pequeno apartamento de muito baixa renda e num dia comum de faxina, recebem um convite para uma grande festa que irá acontecer naquela noite. O Grande Problema é que o Convite é Individual e somente uma delas poderá ir à festa.

Pelo envelope, infelizmente, não é possível saber qual das três foi a convidada!

Sharon (Marcelo Mansfield), a mais velha, foi atriz de teatro infantil e tem certeza de que foi endereçado a ela, já que “é da classe”.

Sheila (Chico Terra), a irmã do meio, participou de vários testes para ser dançarina em programas de TV, mesmo sendo bem fora do peso, está certa de que foi a escolhida.

Shirley (André Segatti), a mais jovem, sensual e também muito Malvada, sonha com uma impossível carreira de modelo e não tem dúvida nenhuma de que o convite é seu.

Dentro desses acontecimentos, acontecem várias trapaças, discussões, alianças, brigas e traições! Um verdadeiro salve-se quem puder, entre as três “Sister’s”.

Um Besteirol que nada lembra um conto de fadas, mas moderno, onde além das brincadeiras a parte, o Texto ainda fala sobre o Bullying entre irmãs. De uma forma irônica, absurda e engraçada a mensagem se passa nas entrelinhas da comédia.

O ator Marcio Rosario que dirigiu os sucessos Bruta Flor e A Bola Magica assina a direção desse texto e comenta: “MALVADAS” é o espetáculo ideal para quem quer dar boas risadas e se divertir sem palavrões. Uma das características que mais gosto na dramaturgia do Alessandro Marson, está no poder de brincar com temas sérios e atuais dentro de um clima leve, absurdo e engraçado. Quem optar em assistir o espetáculo pode esperar pelo riso solto e boas gargalhadas e ainda sair refletindo!

Escolhi esse texto por ser divertido, e com reflexões necessárias que precisamos estar atentos no mundo atual. Escolhi atores maduros, que estão dispostos a se transformarem em mulheres (ou imagens delas). Na minha proposta, as três irmãs são vividas por 3 homens e elas podem ser o que o público imaginar que elas possam ser: Podem ser Três Drag Queens, Três Mulheres Transgêneras, Três Mulheres. Apenas posso Afirmar: São Irmãs e São Malvadas finaliza o diretor Marcio Rosario

O Texto teve duas montagens de sucesso no passado:

Em 2000 feito por atores em Campinas e dirigida pelo autor Alessandro Marson e foi feita por homens e em 2007 feita pelas atrizes: Flavia Guedes, Mariana Consoli e Bia Guedes dirigida pelo Alessandro Marson e Vietia Zangranni e Produzida por Marcio Rosario.

ALESSANDRO MARSON – AUTOR

Alessandro Marson é novelista e dramaturgo com mais de vinte anos de experiência em televisão.Iniciou sua carreira na TV Cultura de São Paulo e atualmente é autor contratado da TV Globo.

Trabalhou como colaborador em diversas novelas, entre elas “Avenida Brasil”, “Cordel Encantado”, “Flor do Caribe” e a vencedora do Emmy Internacional “Joia Rara”. Após mais de uma década atuando como colaborador de outros autores, assinou, ao lado de Thereza Falcão, a novela “Novo Mundo”, um grande sucesso do horário das 18h em 2017.

No momento, a dupla já escreve a nova novela da Rede Globo das 18hs com estreia para o primeiro semestre de 2020.

Além de escrever televisão, Marson tem vários textos de teatro de sucesso como “Carro de Paulista” e em Cinema assinou mais de 5 longas-metragens.

MARCIO ROSARIO – DIRETOR

Aos 12 anos estreou no Cinema como ator no filme “O Amor Uniu Dois Corações” dirigido por Wilson Rodrigues. Em 1982 participou da Oficina Teatral da Baixada Santista de onde teve sua estreia profissional em Teatro no Musical Infantil “Flicts” de Ziraldo, dirigido por Tanah Corrêa e por onde 3 anos viajou por várias cidades brasileiras em sua primeira turnê nacional. Depois disso trabalhou com os diretores William Pereira na montagem de “O Burguês Fidalgo”, Wolf Maya em “Splish Splash” e Gugu Olimecha na “Comédia dos Sexos”, e em 2015 voltou a dirigir o sucesso LGBT “Bruta Flor visto por mais de 50 mil pessoas em 8 temporadas.

Em sua trajetória artística, em 1989, o ator se mudou para os Estados Unidos para estudar na Academia de Interpretação Stella Adler e depois seguiu para a renomada American Film Institute onde se formou com Produtor Executivo em Cinema e Tv. Com 21 anos trabalhou com a aclamada diretora romena Pouran Deherrkian no filme “Bitterland”. Após esse projeto o ator foi convidado pelo diretor japonês Takashi Miike, nomeado pela Times Magazine, um dos 10 melhores diretores internacionais, para se juntar ao casting de “The City Of The Lost Souls”.

Contratado pela diretora mexicana Jackie Torres para o filme “El Precio Del Norte” (The Price of the North) e participou de grandes produções internacionais como “Os Mercenários”, “Efeito Colateral”, “O Escorpião Rei”, “Além da Linha Vermelha”, “Clube da Luta” e “A Filha do General”. No Brasil, fez “Rio Eu Te Amo”, no segmento “Texas” dirigido pelo aclamado diretor Guillermo Arriaga e em 2017 fez uns dos personagens centrais de “Deserto” filme dirigido pelo ator Guilherme Weber.

Na TV americana, participou durante 6 anos da Soap Opera, novela da NBC “Days Of Our Lives”, no papel do policial Santos Jones. Desde 2005 voltou ao Brasil e pela TV GLOBO fez “Belíssima”, “Flor do Caribe”, “Cheias de Charme”, “Araguaia”, “O Profeta”, “Pé na Jaca”, “Cobras e Lagartos”, “Sol Nascente”, “Malhação”, “Dupla Identidade”, “Supermax”, “I Love Paraisópolis”, entre outras.

Atualmente no cinema, tem um vasto currículo como produtor onde acumula 12 prêmios nacionais e internacionais pela sua produtora, a Três Tons Visuais com os curtas metragens: “Flerte”, “Vazio”, “Sinal” e “Viver Outra Vez”. Atualmente desenvolve com a Afinal Filmes os filmes de longa metragens: “Santa Conexão”, “Na Adolescência”, “Cinco Contra Um”, “Syndrome” e o “Mundo Mágico de Harmonia” e “Cupcake’s”.

ANDRÉ SEGATTI – SHIRLEY

Começou a carreira aos 7 anos no Teatro Escola e modelou em Campanhas Publicitárias e Editoriais de Moda durante a infância e adolescência. Ator, diretor e produtor, Segatti é formado pela Escola Superior de Artes Célia Helena (1992) e Oficina de Atores da Rede Globo (1995). No Cinema, integra o elenco de “Esquadrão Antissequestro” (estreia final de 2019) direção Marcus Dartagnan. Protagonizou com Renato Aragão, o filme “O Trapalhão e a Luz Azul” (1999) como Príncipe Levi e Davi pela Globo Filmes.

Esteve no Seriado “Mandrake” (2004) como Yan (Pit Gay) na HBO e “Até Mais Tarde Ipanema” (2009). Na Tv, seu currículo é extenso, pois são mais de vinte obras entre Novelas e Minisséries. Seus principais trabalhos na Rede Globo foram “Malhação” (1998), “Labirinto” (1998) direção Dennis Carvalho, “Torre de Babel” (1998), “Chiquinha Gonzaga” (1999) direção Jayme Monjardim, “Andando nas Nuvens” (1999) e “Sai de Baixo” (1999).

Foi em “A Turma do Didi” com Renato Aragão que se tornou conhecido como Andrezão, personagem que viveu durante quatro anos no programa humorístico (1998 a 2002). Ainda na linha de show, fez vários personagens em “Zorra Total” (2003 e 2014) e recentemente em “Tá no ar, A Tv na Tv” (2018).

Na Rede Record, antagonizou o vilão Gerião em “Prova de Amor” (2005/2006) direção Alexandre Avancini. Esteve também em “Louca Família Show” (2007), “Caminhos do Coração Os Mutantes” (2008/2009), “A Lei e o Crime” (2009) e “Bela a Feia” (2009/2010). Foi vice-campeão do Reality Show “A Fazenda” (2010) e se destacou em “Rei Davi” (2011/2012) como Paltiel (Guerreiro e Arqueiro) com seu trabalho de corpo incrível com lutas em guerras medievais. E em “Balacobaco” (2013) compôs o vilão Magno. No Teatro, atuou e dirigiu o clássico da comédia brasileira “Toda Donzela tem um Pai que é uma Fera” de Gláucio Gill em duas versões (2002 a 2005) e (2015/2016) onde também adaptou o texto. Teve destaque em “Aluga-se um Namorado” (1998) e protagonizou os espetáculos “Hércules” (1997 a 1999), “Paralelo” (1998) e “Lancelot” (2000) como Lancelot.

Produziu e atuou no Musical “Os Duelistas” (2001) direção Jorge Fernando.

MARCELO MANSFIELD – SHARON

Começou se apresentando em “Open Mikes” nas cidades de Boston e Los Angeles, USA. No Brasil, fez várias novelas e minisséries, destacando-se em “Mulheres de Areia”, “Chiquinha Gonzaga”, “Celebridade”, “Desejos de Mulher”, “Andando nas Nuvens” e “Esperança”, além de vários programas como “Você Decide” e nas séries “Mulher” e “Armação Ilimitada” da Tv Globo. Na Tv Cultura, fez parte do elenco do premiado “Ra Tim Bum” e “X – Tudo”. Fez “O Direito de Nascer” no SBT e “Uma Luz na Escuridão” na Tv Record.

Teve seu próprio programa de humor “Marcelo Mansfield Show” na Tv Gazeta e durante 8 anos produziu e apresentou o “Tvlandia” pelo Canal de São Paulo da TVA. Nos últimos anos, esteve no “Zorra Total” na Tv Globo vivendo “Seu Banana”, personagem de sua própria criação. Junto de Danilo Gentili e posteriormente Rafinha Bastos, esteve no programa “Agora é Tarde” e em participações especiais no respeitado “Canal Livre”, ambos na Tv Bandeirantes. Criou o quadro “60+” para o programa “Como Será” da TV Globo.

Foram mais de 500 filmes publicitários como Nescafé, Cônsul, Ford, Chevrolet, Lada, Nestlé, Kellogg’s, etc… Foram 17 filmes entre curtas e longas com destaque ao premiadíssimo “Festa” de Ugo Giorgetti. Os cultuados “Durval Discos” e “É Proibido Fumar” de Anna Muylaert e o “Trash”.

Em “Loira Incendiaria” foi co-autor do roteiro junto com Angela Dippe e Mauro Lima. Manteve a coluna semanal “TV a Lenha” por 2 anos na “Folha de São Paulo” e colaborou com várias revistas e jornais como Marie Claire, Set, Contigo, Transamérica, Jornal da Tarde, etc…

Ainda se dedicou as pesquisas para Bolsa Vitae e para um estágio em comédia de situação, ambos em Hollywood, USA, onde acompanhou as gravações dos seriados “The Nanny” e “The Naked Truth”.

Sucesso nos espetáculos teatrais “Clube da Comédia” e em seus solos “Como Entrar Mudo e Sair Calado” e “Nocaute” (sucesso de bilheteria por 6 anos), além de apresentações em Montreal (Canadá).

Como ator convidado participou dos shows “Quinta que Pariu”, “Comédia na Cara”, “Comédia em Pé”, “Humor de Salto Alto” e faz parte do vasto elenco do Comedians Club em São Paulo.

Em 2015, estreou seu espetáculo “Uma Noite com Marcelo Mansfield” em Portugal seguindo em cartaz no Brasil até novembro de 2018.

Considerado um dos pioneiros do Stand Up Comedy no Brasil e um dos mais importantes comediantes dos últimos anos.

CHICO TERRAH – SHEILA

Nascido em Curitiba, o comediante tem na sua essência parte sulista e parte nordestino.

Tem passagens em várias novelas e programas humorísticos da Rede Globo como os ” Os Trapalhões”, “Zorra Total”, “A Grande Família”, “A diarista”, “A Turma do Didi”, “Cilada”, “América”, “Alma Gêmea”, “A Viagem”, “Beleza Pura”, “A Regra do Jogo”, “Chapa Quente”, “Mister Brawn”, “Velho Chico” e agora está no ar em “Verão 90” (2019).

No Teatro já realizou muitos trabalhos de humor como “Humor além da vida”, “Os Fuzis da Sra Karrar”, “Oh que Horror de Família”, “Vendilhões do Templo”, “O Carrasco do Sol”.

Ator, autor e diretor, Chico transita entre o Teatro, Cinema e Tv já há três décadas, mas considera “Malvadas” uma retomada com gosto de estreia, pois é a primeira vez que faz uma mulher no teatro.

Acreditando que a diversão leva à reflexão, aposta na longa vida desse espetáculo e na sua superação como ator.

FICHA TÉCNICA GERAL

Texto: Alessandro Marson / Direção: Marcio Rosario / Elenco: André Segatti, Marcelo Mansfield e Chico Terrah / Cenografia, Figurinos e Trilha Sonora: Marcio Rosario / Coreografias: Angela Dippe / Caracterização: Malonna / Desenho de Luz: Gabriel Greghi / Assessoria de Imprensa: Adriana Monteiro / Projeto Gráfico: Ricardo Guarniero Rodrigues / Fotografia: Michel Ângelo / Operador de Luz: Gabriel Greghi / Operador de Som: Fernando Sampaio / Direção de Cena: Pedro Ferro / Contrarregra: Felipe Morenghi / Cenotécnico: Fernando Brettas / Costureira: Fátima Xavier / Assistente de Costura: Graça Ferreira / Assistente de Caracterização: Lucas Mourad / Making Of: Segundo Plano Produtora / Diretora Assistente: Louise Nagel / Direção de Produção: Andréia Segatti / Assistente de Produção: Lívia Baena / Produção Executiva: Daniel Chiarelli / Produtor Geral: André Segatti / Realização: Segatti & Segatti Produções Artísticas

Serviço:

TEATRO FAAP
Endereço: R. Alagoas, 903 – Higienópolis, São Paulo, 01243-010
Capacidade: 478 pessoas
“Teatro possui acessibilidade” Telefone: (11) 3662-7233
Estreia dia 08 de maio, quarta, às 21h.
Temporada até 26 de junho, sempre às quartas, às 21h
Dia 22 de maio excepcionalmente não haverá espetáculo
Indicação de faixa etária: 12 anos
Duração: 70 minutos
Preços: R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia entrada)
Gênero: Comédia
Estacionamento conveniado
ESTAPAR Estacionamentos – Rua Armando Penteado, 70
Telefone: (11) 3662-7582 – http://www.estapar.com.br






DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.