Leia: Sr. Villela. Meu amigo Imaginário, do Hugo Luminato



Particularmente amo literatura erótica. Sou realmente fissurado. Não por acaso, meu romance gay THEUS é homoerótico (um romance com cenas bem calientes!) e meu Ursos Perversos é uma coletânea de contos eróticos gays. Sou tão fissurado por literatura erótica, neste caso, literatura homoerótica, que o workshop que dei no Sesc Belezinho (foto aqui) sobre o tema será ministrado novamente em outros lugares até o final deste ano (aguardem!).

Enfim, por outro lado, sou bem chato para ler livros deste gênero. Além da falta de tempo (esse é o mais cruel!). E quando o Hugo Luminato me falou do livro dele, pelo título e pela capa, confesso que fiquei meio assim. Não por ele, que sempre foi um querido (participou inclusive do meu Congresso Nacional de Literatura Queer como palestrante, e mandou muito bem: menino brilhante!). Mas o último livro que li sobre, de um escritor gay, não gostei. Motivo? O livro deste outro autor narrava várias cenas de sexo, grupais, relacionamentos a três e, pronto, nada além disso. Sério! Um livro vazio do início ao fim. Infelizmente. Logo, é difícil você arrumar tempo para ler e mais difícil ainda dizer pro autor que você não gostou do livro dele (O que acontece. Eu não gostei mas imagino que outros tenham gostado. Simples assim).

Mas, o do Hugo, felizmente, foi diferente. Pra mim, que ama esse tipo de literatura, e que  incentiva sua leitura e escrita, o autor tem que ser muito artista para dosar bem o conteúdo erótico da história em si. Sim, tem que ter história (por mais que o conto seja curto, como em Ursos Perversos)! Transar por transar, sexo por sexo, até na vida, é algo delicioso. Mas só ele em si, não agrega nada. Não aprendemos nada. É bom transar e, depois de gozar, falar sobre coisas interessantes, não? Literatura erótica boa é aquela que você lê, se excita, e também acompanha sentimentos. Tem história. Tem vida! Você vê o personagem (ou personagens) sofrendo, vencendo, perdendo, ganhando; você vê que tem coisas a mais do que a simples trepada.

E isso o Sr. Villela: Meu Amigo Imaginário tem e muito. Você se excita e, ao mesmo tempo, acompanha a narrativa do personagem do início ao fim. Suas peripécias sexuais desde a adolescência até sua batalha para morar e viver sozinho no Rio de Janeiro! É mais ou menos isso que narro nos meus livros. É mais ou menos isso que ensino nos meus cursos: principalmente em não ser tão literário e nem tão erótico, mas sim o meio termo dos dois. E o Hugo conseguiu isso. Autor brilhante. Me conquistou. Ao ponto de estar aqui escrevendo e recomendando sobre. Como disse e repito, sou bem chato. Logo, se estou indicando, é bom mesmo!

Então meus queridos leitores e amigos, leia Sr. Villela: Meu Amigo Imaginário do querido escritor e amigo Hugo Luminato. Entre as livrarias que mais gosto, compro, e recomendo, estão a Amazon Brasil.

Link direto aqui https://amzn.to/2AZkdl9

Aproveita sua visita e veja o vídeo que gravei sobre o livro no meu canal:

E Hugo, parabéns pela obra.

E que venham muito mais por aí.






Fabrício Viana é jornalista (MTB 80753/SP), escritor premiado e bacharel em psicologia. Com mais de 20 mil leitores, Viana é autor do livro O Armário (sobre a homossexualidade), Ursos Perversos (literatura erótica), Orgias Literárias da Tribo (coletânea LGBT premiada), Theus: Do fogo à busca de si mesmo (romance com temática gay) e outras publicações. Entre seus projetos, destacam-se o Educando Para Diversidade e a Bons Livros Editora Digital. Siga seu Canal no Youtube e suas redes sociais.
Aproveite sua visita e compre a versão impressa
ou digital dos meus livros (LGBTs, MKT e Psico) neste link fabricioviana.com/livros



Tem um tempinho? Assista a apresentação
do meu Canal no Youtube:











DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.